terça-feira, 8 de setembro de 2020

As faces dos santos e carteira do mês - Set/2020

 


Olá pessoal, espero que todos vocês estejam muito bem.

Nos últimos dias me dediquei a um assunto no extremo da especificidade, que seriam as tentativas de reproduzir como seriam os verdadeiros rostos dos santos, Jesus Cristo aí incluído.

A americana Akiane Kramarik, de Illinois , EUA, teve visões de Jesus quando criança e pintou vários retratos com o rosto de Jesus, sendo os mais conhecidos os abaixo:





Como se vê, são obras primorosas, que realmente trazem a paz e a sublimidade que a figura real do Cristo poderia nos trazer. É claro que são somente pinturas e que estamos vendo-as através de telas de computador, mas ainda sim são imagens impressionantes e mais fabuloso ainda é pensar que ela pintou os quadros quando ainda era uma pré-adolescente.

Segundo depoimento dela, esta se encontrou com Jesus em sonhos e transes e apenas reproduziu o que viu. A imagem foi confirmada por Colton Burpo, que teve uma experiência parecida com a Akiane. Com três anos de idade Colton passou um período em coma e disse que se encontrou com Jesus. Sua experiência resultou num livro e num filme, chamados "O céu é de verdade".

Uma outra tentativa de se conhecer o real rosto de Jesus foi feita pelo History Channel. Através do Santo Sudário, alguns especialistas forenses e de computação gráfica tentaram reproduzir o rosto que ficou gravado no pano, resultando neste rosto:


Vê-se que é um rosto muito mais sóbrio do que o da Akiane e certamente reflete também as torturas que Jesus sofreu antes de morrer.

Houve também uma tentativa de se reproduzir o rosto de Maria Madalena. Existe uma igreja na França em homenagem à santa (sim, se você não sabia, Maria Madalena é uma santa católica), que contém um crânio atribuído à ela. Especialista forenses brasileiros (sim, brasileiros), utilizando técnicas semelhantes ao que o pessoal do History Channel fez com Jesus reconstituíram o rosto dela, resultando na imagem abaixo:


Trata-se apenas de uma imagem de cera, mas na minha imaginação eu gosto de pensar nela como uma mulher lindíssima.

Existem fotos reais de santos, como as imagens abaixo da Santa Terezinha do Menino Jesus, que morreu em 1897. As fotos portanto, foram tiradas quando esta tecnologia estava no início.

Observando-se o rosto desta santa, observa-se certamente a presença de Jesus no coração dela:






Finalmente, a imagem mais recente que achei de um santo é a de Chico Xavier:


Um homem que estima-se que vendeu mais de 50 milhões de livros e no final da vida vivia num quarto assim:


No mais, segue abaixo a nossa carteirinha do mês:


Grande abraço pessoal!

quinta-feira, 13 de agosto de 2020

De volta ao horror, carteira do mês - Agosto de 2020



Oi pessoal, espero que todos vocês estejam bem.

Estou desde 19 de março de 2020 em casa. O escritório fechou nesta data e desde então graças a Deus não tive mais que ir até o centro de SP.

Nestes 5 meses mudei de apartamento, depois de uma reforma extensa, comecei a fazer comida em casa, fazer compras e faxina. Consegui também tirar 10 dias de férias num lugar bom, em contato com a natureza e com o silêncio.

Além de "trabalhar", é claro.

Me impressionou muito o fato de que a cidade grande me incomoda mais ainda quando estou em casa. Durante grande parte da minha vida adulta tive que ir e voltar do ABC para São Paulo para trabalhar e agora estou completando mais de 5 meses em casa.

Assim como no trabalho as pessoas com com convivo são ruins, más, egoístas e barulhentas, no edifício onde moro.

Meus dias são passados em uma cadeira com vista para prédios e com meu fone Sony com noise canceling.

Fico sonhando em um dia que poderei morar num lugar tranquilo e bonito, assim como as cidades americanas e europeias que assisto nas séries da Netflix e da Prime Video e sair desse campo de concentração chamado Brasil.

A tristeza e a apatia me dominam e fico mais e mais isolado do mundo, à medida que assim como os chineses fizeram séculos atrás construo um muro em volta de mim para não ter contato com a barbárie.

Se não existissem livros e filmes a vida seria muito difícil.

No mais, seguimos em frente.

Abaixo nossa carteirinha do mês:


Tive boas surpresas com o Ouro, que subiu bastante e o qual fiz resgate de uma parte, para não cometer o mesmo erro que cometi em dezembro, quando as ações subiram e eu não resgatei.

O post ficou um pouco melancólico, mas fazer o quê? 

Somos humanos e frágeis. E vamos embora logo. O que são 80, 90 anos? Passam num instante.  Fiquei olhando para minha mãe essa semana e chorei muito. Ela ficou velhinha e frágil, assim como eu e você ficaremos também. 

quinta-feira, 30 de julho de 2020

Malba Tahan, a tragédia da cultura brasileira e carteira do mês



Oi pessoal!

Espero que todos estejam bem.

Consegui tirar 10 dias de férias nestes dias e fui para um lugar no interior de um estado brasileiro, bem perto da natureza, sem barulhos, incômodos e com muito conforto e boa comida.

Como sempre faço, passei a maior parte do dia lendo livros. 

Dentro deste local, existia uma pequena biblioteca, com livros variados e certamente com mais de 30 ou 40 anos de idade. Dentre eles, havia um pequeno volume com contos do Malba Tahan, grande escritor brasileiro. 

Este escritor produziu na minha opinião um dos melhores livros da humanidade, chamado: "O homem que calculava". Para quem gosta de raciocinar, pensar e utilizar seu cérebro, é um verdadeiro banquete.

Eu sempre achei que Malba Tahan fosse um escritor estrangeiro que foi traduzido para o português, quando criança. Depois de adolescente, descobri que ele era brasileiro mesmo.

Neste hotel, durante o café da manhã, a música que estava tocando é de um canal da NET chamado MPB e durante vários dias eles estavam tocando um especial em homenagem à Elizeth Cardoso. Comecei a prestar atenção nas letras das músicas que ela cantava, que não são da minha época, mas demonstram um grande lirismo e poesia. Se puderem conferir, procurem músicas como "Vai Mangueira", "Chega de saudade" e outras mais.

Um belo dia uma outra funcionária do hotel mudou o canal para "Sertanejo Universitário". Foi quando descobri o horror. Como não assisto TV e não escuto nada além dos anos 90, não tinha ideia de quão péssima é a música de hoje em dia. Não sei os nomes das músicas e nem dos cantores, mas me surpreendi com letras que diziam: "Pode ficar com tudo, só quero o violão e o cachorro" ou então "Pegar de Hilux é fácil, quero ver pegar de S10" e daí para baixo.

Como um país pode produzir Malba Tahan e Elizeth Cardoso e acabar assim?

Não pode ser somente Paulo Freire, que é péssimo, mas não deve ser só isso. 

Talvez o diabo esteja por trás. O satanismo progride a olhos vistos no Brasil. Para bom entendedor, pense apenas que os satanistas querem destruir a Cristo e tudo que ele prega e veja os sinais por todos os lados, nas telas das TVs, rádios, internet, propagandas, faculdades, universidades, tribunais e outros locais. Se o apocalipse começou, deve ter começado no Brasil.

O anticristo quer nos afastar de Deus e é exatamente isso que acontece hoje, com tudo contribuindo para destruir nossas famílias, nossas relações pessoais, nossa moral, nossa força de vontade, nossa saúde, nossa cultura e nossa mente. 

Será que seremos todos escravos de Satã, adoradores de redes sociais, lacrações, bandeiras, ideologias? Sedentos de prazeres grosseiros, violência, pornografia, bebida alcoólica, pedofilia, relações superficiais e cultura popularesca, que descreve nossas misérias e fraquezas como se fossem virtudes?

Enfim, Deus nos ajude!

Abaixo nossa carteirinha de ações que ainda estamos comprando:


No mais, um grande abraço!

quinta-feira, 4 de junho de 2020

A internet me deixou idiota ? - Carteira do Mês - Junho -2020


Olá amigos, espero que todos vocês estejam bem.

Quando começou a quarentena confesso que fiquei feliz, porque não teria mais que pegar Uber e ônibus horríveis para trabalhar, além de ser obrigado a conviver com a selvageria e falta de educação das pessoas.

Também me animei com o fato de poder ter mais tempo para ler, hábito que adquiri ainda na infância.

Ledo engano, não consegui ainda ler um livro sequer. Passo meus dias com essa coisa do diabo chamado de celular, fico vendo vídeos idiotas, acessando whats app, jogando videogame, desperdiçando meu tempo e minha vida fora atrás desses lixos.

À noite, antes de dormir ainda pego algum livro para dar uma lida, mas minha mente fica cansada e começo a dormir.

Nem de longe tenho a mesma capacidade mental de quando tinha 19, 20 anos. Não consigo mais me concentrar em porcaria nenhuma. Mesmo agora, escrevendo este post, estou ao mesmo tempo ouvindo alguma porcaria na internet.

Minha capacidade cognitiva decaiu muito e me sinto um verdadeiro idiota. Contas de cabeça que conseguia fazer, raciocínios lógicos básicos, tudo perdido.

Mesmo paciência é algo que não consigo ter mais.

E tal como qualquer outra droga, não consigo largar. Nem quando estou no banheiro fico desligado. Fico lá sentado, vendo qualquer porcaria no youtube.

O celular e a internet destruíram minha mente.

E sinto que muitas pessoas ao meu redor estão assim. Outro dia participei de uma reunião de trabalho e disse que não estava fazendo quarentena porque minha esposa está trabalhando e assim, acreditava que esta quarentena não estava sendo efetiva para mim, porque ela poderia se contaminar e trazer para casa. Uma mulher me aparteou e disse que "não concordava comigo" e começou a fazer um discurso dizendo que era fácil para quem era de "classe média" ficar em casa, que os hospitais públicos estavam lotados e que para quem era pobre não dava para fazer quarentena, etc, etc, etc... Ou seja, ela pegou algo pessoal, falou que "não concordava" e depois fez um discurso de frases feitas não relacionado àquilo que falei.

Nem respondi porque primeiro estou num ponto que não preciso provar nada para ninguém e depois percebi que ela também não entenderia, porque argumentos lógicos não surtem mais efeito na mente de ninguém. As pessoas pensam em termos de frases feitas e conceitos simplistas.

A minha mulher falou que o remédio é a abstenção. Mas como fazer isso?

Bem, abaixo a nossa carteirinha de ações que estamos comprando:



Temos ainda, mas não estamos comprando mais: Cielo ON, Eztec ON, Sanepar UNT, Smiles ON, AES Tietê UNT, Tupy ON, Mercantil do Brasil PN, Unipar PNA.

quinta-feira, 23 de abril de 2020

Fui ganancioso e me dei mal (quer dizer, não tão mal assim) - Carteira do Mês - Abril de 2020


Oi pessoal, espero que todos vocês estejam bem.

A minha carteira de investimentos funciona no piloto automático, ou seja, criei um sistema em que pré-defino as porcentagens que cada categoria de ativos deve ter e rebalanceio.

Determinei as seguintes porcentagens: Ouro - 5%, Dólar - 5%, Multimercados e Previdência - 10%, Exterior - 10%, Fundos Imobiliários - 14%, Ações - 28% e Renda Fixa - 28%.

Para cada categoria dessas tenho uma lógica própria de aporte. Sendo assim, sempre que o salário do mês cai, já separo 30% e lanço na categoria que está mais abaixo da porcentagem pré-determinada. Ou seja, se renda fixa está em 25% (abaixo de 28%) e é a que está mais baixa, aporto nesta categoria, que tem uma lógica própria entre SELIC, pré-fixado ou IPCA+.

O contrário também acontece, ou seja, se uma categoria está acima do que é pré-determinado, ou seja, se tenho 8% de ouro (mais que 5%), devo sacar e aportar na categoria mais baixa.

E assim deve ser todos os meses.

Ocorre que nos meses de dezembro de 2019 e janeiro e fevereiro de 2020, a bolsa subiu pra caramba e o mosquitinho da ganância me mordeu. O que deveria ter feito era vendido algumas ações e aportado em dólar e exterior, que eram as categorias que estavam mais baixas, em porcentagem.

Porém, como estava ganhando muita grana todos os dias pensei comigo: "Vou aportando na categoria mais baixa sem vender e mantenho os ganhos na bolsa.". Tinha reforma da previdência e parecia que o Brasil iria andar bem. Alguns bancos até projetavam Ibovespa em 130, 150 mil pontos.

Bem, todos sabem o que aconteceu, veio o vírus e a bolsa despencou e dólar, ouro (principalmente) e exterior arregaçaram.

Aí não tinha mais o que fazer, mantive as ações (não vendi nada na crise do corona), e perdi uma porcentagem considerável dos ganhos do ano passado. Anualizada, a carteira só conseguiu ter um pequeno lucro de 0,8% a.a. hoje (23 de abril de 2020), ou seja, todo o ganho do ano passado evaporou.

Se tivesse vendido as ações em janeiro e fevereiro, que era o que a minha própria técnica dizia para fazer, talvez estivesse até no lucro hoje em dia, mas como diz o título do post, fui ganancioso e me dei mal.

Bem, espero que burro velho aprenda.

Abaixo, nossa carteirinha das ações que estamos comprando:


Temos também Guararapes, Porto Seguro, Banco ABC, Banco Mercantil, Cielo, Sanepar, AES Tietê e Tupy, as quais temos mas no momento não estamos comprando.

No mais, grande abraço à todos.

quarta-feira, 4 de março de 2020

Os espertalhões que encontramos pela vida - Carteira do mês - Março 2020


Boa tarde amigos, espero que todos estejam bem!

Estou desde outubro do ano passado num processo de reforma de um novo apartamento.

Sendo assim, estou naquele processo de contratar diversas pessoas para trabalhar em casa, como gesseiro, pintor, pedreiro e etc...

É claro que estou com muitos problemas e dores de cabeça. Um dos grandes sinais de que você está num país subdesenvolvido é que a área de serviços é péssima. Temos problemas de atrasos, coisas que são cobradas fora do combinado, falta de qualidade e outros.

Dentro destes problemas que são normais, um foi tão curioso e inusitado que vale um post.

Um desses "profissionais" descobriu que como eu comprei um apartamento novo, eu iria vender o apartamento que moro atualmente. 

Sendo assim, num domingo de manhã, este me contata no Whats Up e deixa um recado assim: "Preciso falar com você urgente sobre seu apartamento". 

Fiquei um pouco assustado porque pensei que era algo relacionado à obra.

Sendo assim, ligo para ele e pergunto qual era o problema.

Ele me diz: "Ô meu amigo... quanto você está pedindo no seu apartamento?".
Eu disse: "Olha meu amigo, ainda não coloquei pra vender, mas algo em torno de 700 mil, mas se não tiver corretor podemos fazer por uns 660 mil"
Aí ele me disse: "Então se eu conseguir um cara por 760 mil você me dá 100 mil de comissão? Eu tô precisando pagar uma dívida" (!!!!)

Fiquei um tempo estupefato e depois respondi: "Mas o senhor sabe fazer contrato, pesquisar antecedentes, dar entrada na prefeitura, etc..."
"Ahh, eu tenho um amigo que tem imobiliária"

Ele depois me falou que confiava em mim, me considerava um amigo, etc, etc, etc e sinceramente não ouvi mais nada, apenas pensando se ele acreditava que eu fosse tão ingênuo a ponto de dar mais de 100 mil reais de comissão apenas por ele ter indicado um comprador.

Bem, na segunda depois ele ainda me falou que não conseguiu falar com o tal "cara" e que o "negócio" iria ficar em "suspenso". Eu não cortei o assunto porque precisava dele pra terminar um serviço e já tinha pago uma parte.

Depois de um tempo ele me ligou e disse que queria falar sobre um "investimento". Me passou um vídeo de um cara que fazia "mineração de ouro" e disse que eu poderia ter participação podendo até duplicar ou triplicar o meu investimento. Depois me disse que era pra apagar os vídeos porque poderia ser "perigoso". Desconversei. Era uma sexta-feira.

No sábado de manhã ele me liga e pede pra eu encontrar com ele num posto de gasolina porque era perto de casa e ele me disse que pra "adiantar" estava com o meu serviço no carro dele e se eu poderia ir lá pegar. Minha esposa ficou com medo de que ele iria me sequestrar e fomos eu, ela e meu sogro pegar o serviço.

Na verdade estava sim pronto o que eu tinha contratado e mais uma vez ele perguntou se eu não havia me interessado pela "mineração de ouro" e eu falei que estava gastando muito na obra e o dinheiro tinha acabado.

Peguei o negócio e dei adeus.

Assim, fica mais uma lição: "Nunca demonstrar que você tem dinheiro para ninguém". No mundo está cheio de gente que quer dar uma bicadinha no que você tem, que nem urubus na carniça. Fiquem na sua, sejam humildes e tranquilos.

Abaixo, a carteirinha de ações que ainda estamos comprando:


Grande abraço!

segunda-feira, 6 de janeiro de 2020

Grandes ideias que para mim eram óbvias, carteira do mês - Janeiro de 2020


Oi pessoal, espero que todos estejam bem e passaram bons momentos nas festas de fim de ano.

O primeiro livro que li sobre finanças pessoais ou mesmo finanças em geral na minha vida foi o "Pai Rico, Pai Pobre" e conforme já expliquei em outro post, essa leitura teve impacto decisivo na minha vida. Imaginar que um zé mané como eu poderia no futuro ser milionário foi uma ideia por demais sedutora e a partir dali, o caminho que trilhei me livrou de um destino cruel, que é o de trabalhar a vida inteira para outros tendo uma velhice limitada financeiramente. Ainda não sou velho, mas estou em um bom caminho.

Como a educação brasileira é um lixo, só vim a aprender conceitos financeiros acadêmicos anos mais tarde, depois de desenvolver boa parte da minha estratégia de investimentos. Aprendi muita coisa apanhando e fazendo "on the fly" ou seja, um grande "on the job training" de investimentos.

Quando comecei a ler algumas coisas mais densas, fora dos Kyosakis e Gustavos Cerbasis da vida, vi que nas universidades muitos caras concluíam coisas que para mim eram muito óbvias.

A primeira coisa foi a tal "carteira diversificada" do Markowitz. Quando comecei a estudar um pouco mais, vi que a proposta do autor era que se tivéssemos uma carteira diversificada, diminuiríamos o nosso risco, assim poderíamos ter uma melhor rentabilidade. Ora, isso eu já sabia fazia tempo. Desde quando comecei percebi que alguns ativos subiam enquanto outros caíam e no longo prazo um acabava compensando a perda do outro. A diferença é que o Markowitz fez uma descrição matemática da coisa e ganhou um Nobel.

No caso de opções, quando aprendi o que eram pensei: "Bom, para determinar o preço da opção, preciso levar em conta o quanto a ação varia no tempo e quanto mais variável maior o preço da opção varia, porque tem mais risco. Há medida que vai se aproximando a data do vencimento, o preço vai subir ou descer conforme o strike está mais ou menos perto do preço real". Mais uma vez uns tais do Black & Scholes desenvolveram a matemática necessária e ganharam outro Nobel.

Veja bem, não estou dizendo que sou um gênio, longe disso, mas algumas coisas a gente chega na mesma conclusão pensando um pouco e lidando com finanças na prática.

O que mais me espanta são os conceitos da chamada "economia comportamental". A ideia que as emoções nos fazem tomar decisões irracionais eu já sabia fazia tempo. Os conceitos de que "dói mais a perda do que a felicidade do ganho", "as emoções são fator preponderante nos investimentos", "temos tendência de comprar na alta e vender na baixa" eu sempre soube. Pode ser que a economia comportamental não se resuma só a isso, porque não me aprofundei no assunto, mas até o que pude ver, "economia comportamental" é muito bom senso, poder de observação e sabedoria popular. Coisas que aprendemos conforme os anos e anos de investimento passam. Controlar a emoção é o que me fez ter um relativo sucesso.

No caso de Nassim Taleb e os livros "A lógica do cisne negro" e "Iludidos pelo acaso", basta viver  um pouco que você também saberia o que o Taleb fala. O fato que poucos eventos raros e impactantes nos impactam profundamente eu já sabia desde criança, vide meu post de novembro de 2019. O fato de que a sorte tem muito mais influência no nosso sucesso do que nosso próprio mérito, assunto do "Iludidos pelo acaso" também era óbvia para mim. Bastou passar anos e anos no mundo corporativo e ver incompetentes, puxa-sacos e burros subindo na carreira empresarial.

No mais, segue nossa carteirinha de ações que estamos comprando. Está bem reduzida por causa da recente alta das ações:


Destaque para Guararapes com 199% de alta com proventos.
Temos também, mas não estamos mais comprando: Fras-Le, Grendene, Itaúsa, Porto Seguro, Vivo PN, BB Seguridade, Eztec, Santander, Sanepar, Banco Mercantil e Unipar.

Destaque para Eztec, com 238% de alta com proventos. Um fato interessante dessa empresa é que com a bonificação de ações do ano passado o yield da companhia ficou em 24%. Nada mal.

No lado negativo, temos Smiles com baixa de 8% com proventos.

No mais, grande abraço!