sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Eu sou pão-duro?


Fala pessoal!

Esta semana aconteceu algo interessante que eu gostaria de compartilhar com vocês.

Eu trabalho em um local com poucas pessoas. No escritório todo somos aproximadamente umas 35 pessoas, incluindo a moça que limpa o local e a senhora que faz o cafezinho. Tem um grupo de 7 pessoas, comigo incluído, que almoça todos os dias juntos.

Tenho dois colegas que estão fanáticos pelo Pokemon Go! Eles passam o almoço com o celular ligado, capturando os tais bichinhos. Nós convivemos muito bem, nossos almoços são legais, conversamos bastante e todos nós nos tratamos com respeito e cordialidade.

Porém, durante um almoço eu falei : "Pô, você captura o Pokemon e depois faz o que?" Um amigo respondeu: "Aí você deixa no seu celular". Eu de novo: "Mas qual é a graça de deixar os Pokemons presos no celular?" Me respondeu o meu amigo: "Ué, a mesma graça de deixar um monte de dinheiro parado no banco."

Aí eu falei: "Pô, fiquei triste, vocês acham que eu sou pão-duro!" Meu amigo de novo: "Só agora que você percebeu isso?".

Demos algumas risadas, mas essa resposta e situação me deixou algumas lições.

Primeiro que realmente meus amigos me acham pão-duro. Esse colega vive me tirando o sarro do meu celular, que tem uns 5 anos de idade e perto dos celulares dos meus colegas realmente ele está mais para uma agendinha do que um smartphone. Para vocês terem uma ideia não dá nem para instalar o tal do Pokemon (não que eu quisesse também). Uma vez também um outro colega viu meu carro e tentou me consolar dizendo: "Não esquenta não, agora que você está trabalhando aqui você vai conseguir comprar um carro melhor!", essa frase provocou um sorriso interno, já que tinha em carteira o equivalente a mais ou menos uns 20 carros iguais ao meu e isso foi a 4 anos atrás, de lá para cá o patrimônio só aumentou e continuo usando o mesmo carro!

Não me importa ser chamado de pão-duro. O que me orgulha é que já hoje em dia estes mesmos colegas me perguntam sobre investimentos, tiram dúvidas sobre o tesouro direto, sobre corretoras e sobre como melhorar a rentabilidade dos investimentos deles. Nada difícil, pois para o pessoal o mais ousado que fazem é o Tesouro Direto.

Tenho por política ser discreto e nunca ostentar nada, mesmo porque ostentar o que? Como diria um amigo meu: "Celular e celulite qualquer bundão tem". Podemos estender essa afirmativa para carros, roupas, viagens para locais da moda e assim por diante. Basta fazer uma dívida, coisa mais fácil do mundo.

Quando me perguntam meu sonho de consumo costumo dizer que não tenho, mas secretamente sonho com a seguinte situação: Estar numa festa e me perguntarem o que eu faço e responder: "INVESTIDOR". 

Esse é meu sonho secreto.




sábado, 30 de julho de 2016

Julho - Fechamento e carteira do mês

Olá pessoal!

O mês de julho de 2016 foi o melhor mês para os investimentos, desde que comecei realmente a investir. Foi a maior alta em valores absolutos, algo em torno de R$ 37.000,00, quase o valor desse carro aqui:


Estamos muito contentes, porque vemos que as coisas estão se encaminhando como o plano, que começou a mais ou menos 10 anos atrás. 

Quando observo o pessoal que tem blogs financeiros, vejo em geral muito pessimismo e reclamações contra o país,  vida e etc. É normal. Eu também estava assim a uns 10, 15 anos atrás. Existem estudos que dizem que o auge do pessimismo na vida humana começa aos 30, 35 anos e depois melhora. Vocês vão ver que quando a carteira começar a crescer e atingir os objetivos e vocês mesmos começarem a se melhorar as perspectivas mudam. 

Só que não se pode ficar parado. A dica é : persistência, persistência e persistência.

Bem, vamos aos números:


TOTAL DE R$ 763.782,97

Fundos Imobiliários

Os fundos foram muito bem este mês. Foram aproximadamente 6%. É uma categoria que este ano está indo muito bem. Como já falei várias vezes, acredito que os fundos imobiliários substituem os imóveis reais com vantagem, pelo fato de se evitar contatos com inquilinos e corretores e podermos diversificar em vários imóveis.

Multimercado

Ainda não disse a que veio. Continua dando algo em torno de 0,8% ao mês. Vamos monitorando mas estamos um pouco decepcionados com a categoria.

Fundo S&P 500

Foi muito bem este mês. Estamos com dinheiro num fundo que acompanha o índice S&P 500 em dólares. Quando atingirmos 1 milhão, iremos retirar e investir diretamente nos EUA. Estamos estudando como e iremos fazer passo a passo, devagar, como quando começamos apenas aplicando nos fundos DI, dez anos atrás.

Renda Fixa

Estamos muito felizes com a ultrapassagem dos 500 mil reais. Este valor simbólico nos remete que conseguiremos chegar lá. É nosso colchão de segurança e nossa proteção. Iremos agora ampliar nosso leque para debêntures e CDBs de bancos médios.

Ações

Mês muito bom para as ações, praticamente subiu 18%. Muitas ações desacreditadas subiram e nossa carteira conservadora foi muito bem. Abaixo temos a carteira das ações que ainda estamos comprando:


Destaque para a Sanepar, que está atualmente com 58% de alta, incluindo os dividendos e a Taesa, que está com acumulado de 57%, com dividendos. Eram ações que ninguém dava nada quando comprei, mas que estão com ótimos ganhos. A decepção continua com a nossa querida Eternit, com 30% de queda. Continua com ótimos dividendos, mas teve uma queda expressiva no lucro.

Mantemos em carteira, mas não estamos comprando mais: Telefônica, Banco do Brasil, Cemig, CSN, Eletrobrás, CESP, Banco Pine e Whirlpool. Destaque para Eletrobrás e CSN, com 177% e 146% respectivamente de alta. A Cemig também surpreendeu, com 55% de alta este ano. A Whirpool vai fechar o capital e vamos mantê-la até que a companhia nos devolva o dinheiro. Pena, sempre que uma empresa fecha o capital vemos que a economia do país perde um pouco.

Em apenas um ano, a carteira de ações e fundos imobiliários passou de -30% para 12% de alta.

Bem, vamos que vamos e como disse no começo, persistência!

Grande abraço!

sábado, 23 de julho de 2016

O valor das coisas



Olá pessoal,

O mês foi muito bom para os investimentos e fazendo o levantamento dos valores de crescimento de patrimônio, vimos que este ano apenas o aumento foi de aproximadamente 120 mil reais. E ainda estamos em julho.

Isso é pouco mais do que o valor de um carro desse aqui:


Isso me fez refletir um pouco sobre o valor das coisas. Praticamente, para chegar ao valor de patrimônio que cheguei hoje, fiquei desde os 25 anos guardando de 10 a 30 por cento do valor do meu salário e da minha esposa. Logo, como a frase de Adam Smith acima, o valor do esforço para adquirir algo é proporcional ao valor que atribuímos a algo.

Todos sabemos o esforço que o trabalho nos dias de hoje nos toma. Tempo no trânsito, humilhações de chefias, horas e horas de trabalho em coisas inúteis e improdutivas, apenas para massagear egos de outros.

Dessa forma, acredito que a busca pela independência financeira também seja uma busca pelo valor real das coisas. 

Quando sabemos que se colocarmos $ 1200 reais em um fundo imobiliário nos gerará apenas R$ 10 de rendimento mensal, sabemos que desperdiçar dinheiro ou gastar com coisas apenas para fins ostentatórios é sinal ou de ignorância financeira ou mesmo de uma falta de uma consciência mais ampla do que seja a vida ou como o mundo funciona.

Se posso ter essa pretensão meus amigos, sugeriria aos mais jovens (ou mesmo aos mais velhos), que pensem bem no valor das coisas. O sistema moderno capitalista é montado para que sejamos vistos apenas como consumidores. Dessa maneira, quanto menos consciência ou mais ignorância temos em relação aos processos econômicos e sociais, mais seremos geradores de riqueza para outros, via o consumo e o trabalho e não para nós mesmos.

Grande abraço!

sábado, 2 de julho de 2016

Junho - Fechamento do Mês e Carteira


Olá amigos!

Junho passou e tivemos um belo mês para a carteira de ações. Com a consolidação do governo e a tendência de que os petralhas saiam mesmo (aliás, já saíram graças a Deus!), temos vários indicadores de melhoria da economia, que passou de um status de horrível para péssima. Mas é assim mesmo, geralmente a direita conserta, a esquerda ferra com tudo e depois tem que vir a direita para consertar novamente. O Reino Unido, percebendo a lenta destruição da Europa que o politicamente correto e a esquerda estão fazendo com o continente resolveram sair fora. Acredito que no tempo ainda desta vida, verei o primeiro país da Europa Ocidental virar um país islâmico. Aí a gente vai ver o que é bom pra tosse. No Brasil temos que abrir o olho. É claro que nos próximos 10 anos vamos continuar a ser o mesmo país de sempre, porém, temos que nos ater às lições dos mestres para continuar nossa caminhada rumo à independência financeira.

Vamos aos números:


No total temos R$ 726.606,56.

Renda Fixa

Continuamos a mesma toada de sempre, com a carteira balanceada entre pré-fixados, CDI e inflação. Tivemos um pequeno aumento na rentabilidade em relação ao mês passado, mas estamos rumo aos 500 mil, que seria a garantia que se mantidas as condições atuais entraríamos no milhão com certeza, apenas com a renda fixa. 

Multimercado

Continua sendo nossa categoria mais controversa. Ainda não entrega aquela rentabilidade superior ao CDI, que seria o esperado. Li algumas reportagens que dizem que a incerteza impacta muito a categoria, já que em alguns fundos se trabalha muito com derivativos. Vamos ver no próximo semestre.

Internacional

Está tudo num fundo que acompanha o índice S&P 500 americano. Como o dólar caiu mas o S&P 500 subiu, ficou no equilíbrio, com pequena queda de rentabilidade. Seguimos aqui a lição de Warren Buffet, que diz que um fundo de índice seria o investimento que ele recomendaria para sua mulher.

Imobiliário

Continua com boa rentabilidade, caindo um pouco em relação ao meses passados, onde estava com uma média de 4% de rentabilidade. Penso nesta categoria como sendo de imóveis mesmo, com a vantagem de não termos que aturar corretores e inquilinos. É a versão moderna das casinhas de aluguel de nossos avós.

Ações

Bela subida este mês. Abaixo está a carteira:


Ainda temos CSN, Eletrobras, Cesp, Banco Pine e Whirpool, as quais mantemos mas não estamos comprando mais. Tivemos belíssimas subidas da Eletrobras e CSN, com a Eletrobras já dando mais de 120% de lucro e a CSN subindo 119% somente este ano. Foram duas ações totalmente desacreditadas que compramos usando as lições dos mestres que nos ensina a ser racionais e corajosos quando os outros estão com medo. A Cemig teve também uma bela alta com 23% acumulada este ano. Sanepar também está bem, sendo a terceira ação mais lucrativa da carteira. 
Compramos mais um pouco de Metal Leve e de Cemig.

Muito bem, no total estamos com uma rentabilidade de 11,2% e um aumento total de 13,5% da carteira. Não está subindo tanto porque meus aportes são "baixos", algo em torno de R$ 1.200,00. Acredito que temos que ter um balanço entre poupar e gastar com coisas que gostamos. Como iniciei a segunda metade da minha vida, acredito que manter 10% do salário como aporte e reinvestindo os rendimentos da própria carteira é uma boa estratégia. Temos que viver um pouco também, sem gastos inúteis, mas fazendo algumas coisas que gostamos. 

"Investimento é abrir mão de um consumo presente para ter um consumo maior no futuro" Warren Buffet

Grande abraço!





domingo, 26 de junho de 2016

Aposentadoria Precoce



O último feriadão que tivemos me motivou a fazer o post. Como foi um feriado de quinta-feira, emendei a sexta e fiquei praticamente 5 dias em casa, uma vez que na quarta-feira já me auto impus um meio expediente. Como não tinha nada de viagem ou atividades planejado, passei os dias em casa, meio que fazendo apenas atividades como ler, descansar e assistir algumas séries, sair para comer, estas coisas.

Isso me levou a refletir sobre o que fazer com a independência financeira, a qual com uma boa probabilidade será atingida em 5 anos, segundo meu planejamento.

Continuarei a trabalhar no que faço hoje? Irei ler mais? Me exercitar mais? Serei mais evoluído espiritualmente? Pelos dias que passei no feriado, ainda terei que mudar muito o meu mental para isso.

Minha tendência natural é a preguiça. É não fazer nada. Meus prazeres principais, além de estar com minha esposa, é ouvir música, assistir a filmes e séries, navegar na Internet, bater papo e ficar deitado. Sair para comer também. Mas uma reflexão mais séria me fez entender que o que torna estes prazeres realmente prazeres é que são esporádicos. Passar um dia inteiro lendo ou assistindo filmes, que foi o que fiz neste feriado me fez entender que se tivesse dias seguidos disso, estas atividades perderiam o prazer.

Dito isso, acho que terei que buscar outras atividades produtivas, que me desafiem mentalmente, para sair do tédio que seria uma independência financeira não produtiva.

Muito me espanta no Brasil que existam pessoas, que por força de uma lei totalmente ultrapassada, se aposentam cedo, ganhando pouco e dedicam suas vidas em atividades inúteis, como ver novelas, se embebedar em butecos, jogar cartas e outras coisas mais. Qual o sentido de alguém com 50 anos ficar mais 20 anos assim?

Acredito que esta história de "aposentadoria" seja apenas mais um mito histórico, que tinha sentido antes, mas que no mundo de hoje, perde o sentido. A aposentadoria foi criada para proteger aqueles que não podiam mais trabalhar, devido à idade. Mas as pessoas trabalhavam em lavouras, em forjas, com trabalho pesado, que fisicamente não podiam mesmo continuar. Mas hoje, vemos pessoas totalmente saudáveis, com vigor físico, que não fazem absolutamente nada, apenas vivem de recursos de outros.

Que eu possa me espelhar em pessoas como Sílvio Santos, Warren Buffet, Abílio Diniz, Woody Allen e outros, que mesmo octogenários continuam produzindo e se melhorando. Que são úteis a outros e que não se dobraram à "cultura" que manda que após uma certa idade as pessoas devam ser apenas fantasmas, esperando a morte chegar.

Um grande abraço a todos!

sábado, 4 de junho de 2016

Maio - Fechamento do mês e alterações da carteira



Oi pessoal,

Como havia postado anteriormente, vamos fazer o fechamento do mês e detalhar um pouco da carteira.

O mês não foi muito bom. A bolsa caiu, devido a algumas quedas de ministros do novo governo e a possibilidade de aumento nos juros dos EUA. A queda do governo petralha já havia sido precificada, com o aumento de 15% no mês passado.

No início do mês já tivemos uma boa subida, pelos dados de emprego nos EUA.

Bem, vamos lá:


Fundos Imobiliários

Os fundos estão indo muito bem este ano. Têm subido mais de 3% em média todo mês e este mês tivemos um bela surpresa com BRCR11, onde recebemos um dividendo extraordinário de quase R$ 1.400,00. Continuamos a investir na categoria e ainda achamos que substitui o imóvel de tijolo com vantagem. Primeiro por não termos que aguentar inquilinos e imobiliárias e depois por podermos diversificar em vários fundos diferentes.

Ações

Mês de queda. Na verdade, trata-se de algo normal. O mercado oscila mesmo. Tivemos 3 meses de grande subida nas ações e euforia pela queda dos petralhas. Agora, parece que estamos caindo na real e as ações serão guiadas mais pela economia real. As empresas brasileiras estão baratas (será?), mas a economia também está correndo um altíssimo risco, Ainda estamos seguindo os critérios de Graham e Bazin como nosso norte.

A carteira das ações que estamos comprando pode ser vista a seguir:


Tivemos a saída da CESP, pela queda de dividendos. Não vendemos, mas apenas não estamos comprando mais.

As ações da "carteira impeachment" foram bem, se examinarmos o ano como um todo. O BTG estimou aumento de 145% para Cemig, vamos ver no que dá. Tivemos bons dividendos da AES Tietê e da Sanepar.

Outra boa notícia foi a bonificação em ativos da Itaúsa, com 10% de ações adicionadas na carteira. O Itaú sempre teve esta política, que é bonificar em ações ao invés de pagar dividendos robustos. É uma maneira de fazer os sócios serem remunerados e se manterem fiéis à empresa.

No total de proventos tivemos: R$ 963,84 em proventos em ações e R$ 1.663,76 em proventos dos fundos imobiliários.

Temos ainda CSN, Eletrobrás, Cesp, Banco Pine e Whirlpool. Não estamos comprando mais estas, porém ainda estamos mantendo na carteira.

Renda Fixa

Ligeira queda pela expectativa de queda nos juros. Normal para nós porque mantemos sempre até o vencimento do título. Assim, as flutuações normais não nos afetam.

Internacional

Finalmente este mês o nosso fundo atingiu o mínimo de R$ 25.000,00 para podermos aportar num fundo que eu havia selecionado anteriormente que acompanha o índice S&P 500 da bolsa americana. na verdade o fundo não tem ações americanas, mas na verdade tem títulos públicos que compram derivativos que seguem o índice. Selecionei este fundo pela diversificação e para ter rendimentos compatíveis com a bolsa americana e acompanhando o dólar.

Bem amigos, é isso. Um grande abraço a todos.

sexta-feira, 3 de junho de 2016

Atualização de valores - Junho de 2016

Fala pessoal,

Este mês chegamos a R$ 710.879,04, pequena queda.

Amanhã fazemos um post mais detalhado. Temos nova ação na carteira e mudanças nos fundos.

Grande abraço!