sábado, 22 de outubro de 2016

A jornada do herói investidor



A Jornada do Herói foi proposta por Joseph Campbell em seu livro de 1949, "O herói de mil faces", em que demonstra que o mito do herói segue uma estrutura de fases e pode ser encontrado em mitos antigos e facilmente pode ser transplantado para muitos dos filmes e livros que lemos hoje em dia na cultura pop.

Quais são estas fases (como proposto por Christopher Vogler) ?

  1. Mundo Comum - O mundo normal do herói antes da história começar.
  2. O Chamado da Aventura - Um problema se apresenta ao herói: um desafio ou aventura.
  3. Reticência do Herói ou Recusa do Chamado - O herói recusa ou demora a aceitar o desafio ou aventura, geralmente porque tem medo.
  4. Encontro com o mentor ou Ajuda Sobrenatural - O herói encontra um mentor que o faz aceitar o chamado e o informa e treina para sua aventura.
  5. Cruzamento do Primeiro Portal - O herói abandona o mundo comum para entrar no mundo especial ou mágico.
  6. Provações, aliados e inimigos ou A Barriga da Baleia - O herói enfrenta testes, encontra aliados e enfrenta inimigos, de forma que aprende as regras do mundo especial.
  7. Aproximação - O herói tem êxitos durante as provações
  8. Provação difícil ou traumática - A maior crise da aventura, de vida ou morte.
  9. Recompensa - O herói enfrentou a morte, se sobrepõe ao seu medo e agora ganha uma recompensa (o elixir).
  10. O Caminho de Volta - O herói deve voltar para o mundo comum.
  11. Ressurreição do Herói - Outro teste no qual o herói enfrenta a morte, e deve usar tudo que foi aprendido.
  12. Regresso com o Elixir - O herói volta para casa com o "elixir", e o usa para ajudar todos no mundo comum.

Peguemos alguns exemplos que acredito quase todos conhecemos e por fim o meu próprio exemplo: Frodo (de O Senhor dos Anéis), Jesus Cristo e eu mesmo (longe de mim querer me comparar a qualquer um deles, mesmo porque Frodo é fictício e Jesus é o ser mais evoluído que já existiu aqui na Terra).
1) Mundo Comum: Frodo vivia sossegado na Vila dos Hobbits, Jesus era um carpinteiro assim como seu pai (José) e eu era apenas mais um engenheiro recém-formado trabalhando por um salário na "média de mercado" em SP.
2) O chamado da aventura: Frodo é chamado a destruir o Um Anel, Jesus é chamado a salvar a humanidade e eu sou chamado por mim mesmo a querer sair da Corrida dos Ratos (vide Pai Rico, Pai Pobre).
3) Reticência do Herói ou Recusa do Chamado: Frodo não se acha capaz de cumprir a missão, Jesus vai para o deserto pensar e eu fiquei pensando: "Será que consigo mesmo me tornar um milionário?", na época ter algo como 100 mil na conta era para mim como pensar em viajar para Lua.
4) Encontro com o mentor ou Ajuda Sobrenatural: Frodo encontrou Gandalf e seus amigos da Sociedade do Anel, Jesus tinha e tem ajuda de Deus e de seus apóstolos e eu encontrei ajuda nos livros e na família.
5) Cruzamento do Primeiro Portal: Frodo abandona a vida dos hobbits e inicia sua jornada, Jesus sai da Galiléia e começa sua pregação pelo mundo e eu comecei a conhecer o mundo dos investimentos, primeiro pelos livros mais básicos, como o Pai rico, pai pobre, O homem mais rico da Babilônia e depois os mais técnicos, como O investidor inteligente e Faça fortuna com Ações.
6) Provações, aliados e inimigos ou A Barriga da Baleia: Frodo sofre diversos problemas em sua jornada, sendo flechado, preso e etc, porém arruma aliados como os elfos e os homens do reino de Rohan, Jesus sofre nas mãos dos israelitas, mas adquire admiradores e aliados e eu enfrentei os governos petralhas, os impostos altíssimos, os gerentes de banco sacanas, além da própria cultura do país que não visa o aumento da riqueza e sim o chamado "curtir a vida", gastando desenfreadamente e jogando seus problemas financeiros nas costas dos outros.
7) Aproximação: Frodo vai alcançando os objetivos conforme caminha em sua aventura, Jesus ganha adeptos, é considerado um enviado dos céus por muitos e adquire mais admiração de seus apóstolos e eu vi minha carteira crescer, se diversificar e ficar perto dos meus objetivos.

Bem, acredito a lógica fica mais ou menos clara. A grande maioria das jornadas heróicas segue este esquema. Podemos substituir Frodo pelo Neo (Matrix), pelo Nemo, pelo Capitão América e etc.

O nosso objetivo final deve ser o mesmo do herói, que é o de obter o "elixir", que você pode entender como o conhecimento, a experiência e é claro a carteira suficiente para a independência.
E finalmente, compartilhar e ajudar outros a também chegarem lá.

E aí pessoal? Vamos virar heróis?

Grande Abraço

2 comentários:

  1. ABC,
    Quando puder dá uma passada lá no Abacus, atualizei os números da blogosfera.
    http://abacusliquid.com/blogs-de-financas/
    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Caro blogueiro,
    Se você investe em FIIs, poderia nos ajudar quanto a questão dos elevados custos das correspondências?
    Fiz um post a respeito do assunto e a sua colaboração será bem vinda!
    http://abacusliquid.com/cvm-regras-de-fiis/
    Abraço
    Uó!

    ResponderExcluir