quarta-feira, 4 de março de 2020

Os espertalhões que encontramos pela vida - Carteira do mês - Março 2020


Boa tarde amigos, espero que todos estejam bem!

Estou desde outubro do ano passado num processo de reforma de um novo apartamento.

Sendo assim, estou naquele processo de contratar diversas pessoas para trabalhar em casa, como gesseiro, pintor, pedreiro e etc...

É claro que estou com muitos problemas e dores de cabeça. Um dos grandes sinais de que você está num país subdesenvolvido é que a área de serviços é péssima. Temos problemas de atrasos, coisas que são cobradas fora do combinado, falta de qualidade e outros.

Dentro destes problemas que são normais, um foi tão curioso e inusitado que vale um post.

Um desses "profissionais" descobriu que como eu comprei um apartamento novo, eu iria vender o apartamento que moro atualmente. 

Sendo assim, num domingo de manhã, este me contata no Whats Up e deixa um recado assim: "Preciso falar com você urgente sobre seu apartamento". 

Fiquei um pouco assustado porque pensei que era algo relacionado à obra.

Sendo assim, ligo para ele e pergunto qual era o problema.

Ele me diz: "Ô meu amigo... quanto você está pedindo no seu apartamento?".
Eu disse: "Olha meu amigo, ainda não coloquei pra vender, mas algo em torno de 700 mil, mas se não tiver corretor podemos fazer por uns 660 mil"
Aí ele me disse: "Então se eu conseguir um cara por 760 mil você me dá 100 mil de comissão? Eu tô precisando pagar uma dívida" (!!!!)

Fiquei um tempo estupefato e depois respondi: "Mas o senhor sabe fazer contrato, pesquisar antecedentes, dar entrada na prefeitura, etc..."
"Ahh, eu tenho um amigo que tem imobiliária"

Ele depois me falou que confiava em mim, me considerava um amigo, etc, etc, etc e sinceramente não ouvi mais nada, apenas pensando se ele acreditava que eu fosse tão ingênuo a ponto de dar mais de 100 mil reais de comissão apenas por ele ter indicado um comprador.

Bem, na segunda depois ele ainda me falou que não conseguiu falar com o tal "cara" e que o "negócio" iria ficar em "suspenso". Eu não cortei o assunto porque precisava dele pra terminar um serviço e já tinha pago uma parte.

Depois de um tempo ele me ligou e disse que queria falar sobre um "investimento". Me passou um vídeo de um cara que fazia "mineração de ouro" e disse que eu poderia ter participação podendo até duplicar ou triplicar o meu investimento. Depois me disse que era pra apagar os vídeos porque poderia ser "perigoso". Desconversei. Era uma sexta-feira.

No sábado de manhã ele me liga e pede pra eu encontrar com ele num posto de gasolina porque era perto de casa e ele me disse que pra "adiantar" estava com o meu serviço no carro dele e se eu poderia ir lá pegar. Minha esposa ficou com medo de que ele iria me sequestrar e fomos eu, ela e meu sogro pegar o serviço.

Na verdade estava sim pronto o que eu tinha contratado e mais uma vez ele perguntou se eu não havia me interessado pela "mineração de ouro" e eu falei que estava gastando muito na obra e o dinheiro tinha acabado.

Peguei o negócio e dei adeus.

Assim, fica mais uma lição: "Nunca demonstrar que você tem dinheiro para ninguém". No mundo está cheio de gente que quer dar uma bicadinha no que você tem, que nem urubus na carniça. Fiquem na sua, sejam humildes e tranquilos.

Abaixo, a carteirinha de ações que ainda estamos comprando:


Grande abraço!

13 comentários:

  1. ABC isso tem de monte no Brasil cara, quiçá na maior parte do mundo.
    Você mora em cidade grande e já se sente exposto, imagina quem mora em cidade pequena onde as pessoas tem acesso mais fácil a informações sobre você...

    Ninguém está livre de passar por situações semelhantes e é broxante ter que viver como um mendigo pra não demonstrar um bom nível financeiro, mas relamente é complicado, dinheiro atrai inveja e urubus de todos os tipos, tem que ter os pés no chão e ficar esperto.
    Cuidado inclusive com quem você ajuda, você já postou aqui que estava envolvido em algum trabalho voluntário ou algo assim. OK.
    Mas atenção a quem está perto de você nessas situações.Tem gente que é louca pra tirar uns trocos de "endinheirados".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hoje em dia existe o politicamente correto, mas o que percebo é que quanto melhor é o nível social da pessoa de mais qualidade é o contato. O dono da empreiteira que contratei é um semi IF e conversamos bastante sobre negócios, investimentos em ações e outras questões de economia e eu aprendo com ele sobre negócio próprio, empreendedorismo e outras questões nobres. Neste caso crescemos um com a experiência do outro.

      Excluir
  2. Respostas
    1. Tem ainda outras coisas que não citei no blog. O mesmo indivíduo me falou que é "maçon" (!!!) e que tem coisas que ele sabia que não poderia nos contar sobre nova ordem mundial e outras coisas.

      Excluir
    2. Que tal ele ir pedir ajuda lá na seita dele então? Não são eles que só se ajudam entre eles mesmo?

      Pobre fudido e maçon hahahaha

      Excluir
  3. Podia não ser o primeiro, mas certamente seria o ultimo negocio que eu faria com uma figura dessa. Asco de gente assim.

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde! Como vc está vendo e e comportando nessa maluquice?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigo, obrigado por acompanhar o blog.
      Imagino que você esteja se referindo ao Corona Vírus, correto?
      Bem, no início da queda das bolsas, senti a tentação de vender a posição em ouro e dólar e aplicar na bolsa.
      Isso aconteceu porque a estratégia permanece a mesma: tenho percentuais de cada ativo na carteira e quando uma classe de ativos ultrapassa um determinado percentual que é 10% acima do que aloco para a classe, vendo o excedente e compro o que está mais baixo, que no caso seria a bolsa.

      Mas, assim como muitos, me surpreendi com a velocidade da deterioração e na verdade não fiz nada, ou seja, nem resgatei ouro (cotação internacional, em dólar) ou dólar e nem fiz compras na bolsa.
      Tenho um pressentimento que quem está comprando agora será um dos novos milionários brasileiros no final do ano, quando toda esta loucura passar.

      Sendo assim, como estou totalmente comprado em todas as classes de ativos e não tenho caixa, estou apenas sentado, esperando cair o salário no final do mês, sem comprar nem vender nada. E você?

      Excluir
  5. Eu como ainda estou novo (tomei coragem por este Blog), fiquei assustado. Também fiz nada. Um abraço e fique firme. Quando possível mande outras sugestões de música. Pedi em uma rádio local Safari Song - Greta Van Fleet e me perguntaram de onde eu encontrei esse som rsrs foi daqui. Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi amigo, obrigado por acompanhar o blog. Que bom que você gostou da sugestão, algumas outras músicas meio obscuras, mas legais:

      Penthouse Pauper - Creedence Clearwater Revival
      My Oh My - Slade
      Keep on growing - Derek and the dominos
      Willie the Pimp - Frank Zappa
      Mother Mary - UFO

      Excluir
  6. Nunca trabalhei diretamente com reforma, mas se quer a sugestão de um simples engenheiro: em reformas, você precisa ter uma pessoa de confiança em cima do serviço, que saiba o mínimo para não te armarem um embuste. Mesmo as empreiteiras com qualificação positiva ou recomendadas (GetNinjas por exemplo) você precisa ficar de olho aberto. A outra dica: sempre pague por empreitada, nunca diária. A distribuição faço assim: 10% de entrada, você compra os materiais de preferência, 40% quando metade do serviço estiver pronto, 25% quanto dois terços estiver pronto e os 25% restantes quando terminar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o que estou fazendo agora. Contratei um empreiteiro experiente e ele está tocando agora. Ainda bem que está no final.

      Excluir